Postado por Hyunnie no dia 27 de abril de 2017

 

L’Officiel Hommes: Vimos que o EXO superou sua imagem ingênua e bonitinha, para adotar o atual status de celebridade de destaque que conhecemos hoje. Quais são seus sentimentos em relação à tal título?
Chanyeol: Acredito que todos têm esse sonho particular em poder ter orgulho sobre as coisas que fazem. No entanto, pessoalmente, sinto que não estou em tal posição, mas tenho orgulho pelo fato de estar atualmente numa posição onde posso subir ao palco e ter muitas pessoas aproveitando a apresentação. Ao mesmo tempo, há também um sentimento de desconforto/insegurança. Portanto, quero permanecer nessa posição por um longo tempo, não, na verdade, quero mostrar uma imagem mais desenvolvida comparada a minha imagem atual, estar sempre me esforçando. Mesmo no meu tempo pessoal livre, gasto-o cuidadosamente encontrando meus amigos para nos divertirmos praticando esportes ou para compor música sozinho. Apesar de gastar meu tempo de modo divertido, estou constantemente tentando melhorar em qualquer coisa que esteja fazendo.

L’Officiel Hommes: Que tipo de papel você acha que tem no EXO? Além do Chanyeol que vemos durante as apresentações, ou o Chanyeol que as fãs descrevem, conte-nos sobre identidade que você pessoalmente acha ter dentro do EXO.
Chanyeol: Uma pessoa divertida. Sou o tônico dos membros; agindo como fonte de energia deles. Todos nós começamos com os mesmos objetivos e sonhos, o quão preciso esse destino é, assim quero que os membros desfrutem completamente dos momentos que compartilhamos juntos. É por isso que estou constantemente brincando com eles, e assim, nosso líder pode liderar com leveza, sinto que sou secretamente responsável por isso, ajudando-o pelas costas. Uma vantagem que tenho seria por conta de minha idade, estou no meio, e nosso período de treinamento também é similar. Estando no meio torna a comunicação com os membros mais fácil.

L’Officiel Hommes: Você recentemente mostrou sua imagem em um drama. Agora que experimentou atuar, como foi?
Chanyeol: Antes disso, estive em um filme chines então não foi a primeira vez que atuei, mas enquanto estava filmando ‘Missing 9’, fiquei mais preocupado com as reações alheias. Como combinei bem com o personagem, esperei uma reação positiva (dos telespectadores). Resumindo, atuar é divertido. Numa posição onde não sou um ator principal, e nem recebi aulas de atuação, por conta de ter sido escolhido para atuar em ‘Missing 9’ cada vez que me preocupava enquanto atuava, me esforcei para estudar perguntando continuamente ao diretor, e não esquecendo de notar cada expressão e gesto dos atores veteranos. Conforme vou me familiarizando com atuação, mais eu percebo o encanto que há nisso.

L’Officiel Hommes: Quem é seu ator favorito então? E qual seria o ‘filme de sua vida’?
Chanyeol: Eu gosto do Jack Nicholson. Assisti praticamente a quase todos os seus filmes. No filme “Um Estranho no Ninho”, onde ele retratou o personagem Randle Patrick McMurphy, Melvin Udall em “Melhor É Impossível”, Warren R. Schmidt no filme ” As Confissões de Schmidt”. Ele mostrou sua extraordinária capacidade de retratar cada um de seus papéis distintamente. Embora meu ator favorito seja ele, meu filme favorito é aquele que ele infelizmente não estrelou, é o “Escola de Rock”. Poderia dizer que este filme tem uma grande influência sobre minha decisão em seguir esse caminho que estou agora. Comecei a aprender mais sobre música na escola primária, e mesmo naquele tempo eu tinha muito interesse apenas na música. Mas durante o meu sexto ano, depois que assisti “Escola de Rock”, decidi que faria música como uma profissão. O principal protagonista do filme, Jack Black, é uma pessoa alegre tanto quanto músico como ator. Gostaria de ser como ele. Parece que desde que assisti ele quando era mais novo, desenvolvi um sonho em ser um multiartista.

L’Officiel Hommes: Em meio aos filmes, participando de shows de variedades, sendo cantor, compositor e se apresentando no palco, que tipo de atividades você costuma fazer durante as curtas pausas entre as atividades? Você continua pensando sobre o trabalho ou você esquece de tudo e apenas descansa?
Chanyeol: Para mim, compor serve tanto como uma forma de entretenimento, bem como para relaxar. Gostaria de descrever isso como a minha forma ideal de tempo de cura. Eu particularmente gosto de compor nos hotéis quando estou no exterior. Quando tenho algum tempo extra fora nos dormitórios, costumava gastá-los jogando no computador com o Baekhyun. Não importa o que eu esteja fazendo, ficarei focado até que eu faça-o bem. Recentemente, snowboard tornou-se um dos meus prazeres na vida. Apesar de ter aprendido snowboard desde que era mais novo, não acho que me diverti tanto como no inverno passado. Até fui a uma estação de esqui a meia noite e esquiei por volta de duas horas. Em fevereiro, também fui a estação de esqui em Hokkaido. Não muito tempo atrás, me diverti também jogando bilhar e boliche.

L’Officiel Hommes: Bem, então, entre todos eles (seus passatempos), qual deles ainda tem um lugar especial em seu coração?
Chanyeol: Como esperado, é compor músicas. Sempre alimentei uma paixão forte pela composição. Estou constantemente envolvido em um ciclo de experimentação com várias formas de música, através do processo de sucessos e fracassos. Através deste processo repetitivo, acho que desenvolvi e encontrei meu próprio estilo pessoal de música. Embora esteja sempre me esforçando para compor algo grande, a partir de agora, está tudo bem mesmo que não seja bom. Gosto do processo de aprender e explorar enquanto estou compondo. Acho que o processo de se aventurar em vários gêneros de música que eu não estava familiarizado anteriormente, é refrescante. E é também porque as trocas que tive com pessoas novas são preciosas. Por isso, estou sempre carregando um pequeno notebook comigo, de modo que sou capaz de anotar todas as inspirações que possa ter ao longo do dia, o que explica porque é um item essencial que sempre carrego na minha mochila. Mesmo com um curto período de 10-20 minutos de tempo livre, estou sempre procurando ter novas ideias.

L’Officiel Hommes: Entre todas as atividades EXO, qual momento, na sua opinião, deixou a impressão mais profunda em você?
Chanyeol: Ainda lembro vividamente do nosso showcase de estréia em 2012. Essa foi a primeira vez que experimentei o verdadeiro nervosismo. ‘History’ foi nossa primeira música, estávamos de costas encarando o palco pronto para começarmos, e então ouvimos gritos muito altos . Gritos de 3000 pessoas de uma vez, fiquei arrepiado da cabeça aos pés. Após a apresentação, perguntei aos membros sobre como eles se sentiam e todos eles sentiram o mesmo. Essa experiência foi verdadeiramente memorável, e desde então tem estado gravado na minha memória.

L’Officiel Hommes: Você tem 25 anos agora. Se você fosse escolher algo que gostaria de realizar enquanto ainda está em seus vinte anos, o que seria?
Chanyeol: Tenho muitas coisas que desejo fazer dentro deste período. Simplesmente não quero realizar apenas uma, mas todas. Mas se realmente tivesse que escolher apenas uma da lista, seria produzir um álbum sozinho. O que quero dizer é, fazer um álbum que seja satisfatório tanto para mim como para os outros.

L’Officiel Hommes: Como diz o ditado, “Com a juventude, vem a dor”. Você está atualmente no início de sua juventude, o que significa ser um jovem em seus vinte anos para você?
Chanyeol: Pessoalmente penso que é o momento em que todos podem brilhar. É como se tivéssemos nos transformado em adultos durante a noite, alimentando nossos desejos para assumir novos desafios que nós anteriormente estávamos fugindo. Acho que é aí que está a verdadeira essência de estar em seus vinte anos. Quando estava no colegial, ansiava ter meus 20 anos de idade, tinha a sensação de que quando chegasse lá, um tipo de mundo novo iria se abrir. Ainda tenho essa sensação. Estar nesta faixa etária é realmente um período de tempo em que as habilidades mentais e físicas estão em seu auge. Permitem que você sofra os vários desafios, ao continuar tentando superar as falhas e os obstáculos. É um momento em que, em vez de se sentir isolado, você sente uma sensação de euforia em tudo o que faz. No entanto, estar em seus vinte anos nem sempre é um mar de rosas também. É um lugar onde te permite que tenha a chance de realmente explorar e aproveitar seus talentos. Mas para realmente desfrutar desta experiência, você tem que agir. Defina várias direções em qualquer coisa que queira e mantenha-se saudável ao mesmo tempo!

L’Officiel Hommes: Recentemente você lançou uma colaboração com Junggigo, “Let Me Love You”. Qual o ponto especial em colaborar com outros artistas?
Chanyeol: Tanto quanto trabalhar com pessoas que conheço, acho que ser capaz de encontrar novas pessoas, e essa nova sensação de criar junto, é algo precioso. Quando estou colaborando com outros artistas, gosto do processo de descobrir nossas semelhanças na música. Quando estamos no processo de discutir sobre as letras, descobrimos e aprendemos sobre nossas paixões mútuas e preocupações fora da música também, eu realmente gosto disso. Ambos, Junggigo e eu, dentre toda a letra de “Let Me Love You”, gostamos da parte “E agora, você apenas tem que assentir ligeiramente em entendimento”. É sobre um cara que confessa seu amor para uma mulher, e algum dia, quero propor a outro músico outra colaboração mas com esse mesmo sentimento. Colaborar em uma música é tão especial quanto o processo de se apaixonar.

L’Officiel Hommes: Você interpretou recentemente o papel de Lee Yeol no drama ‘Missing 9’. Você é semelhante ao personagem no fato de que você é um compositor também. De onde você tira suas inspirações e como compõe?
Chanyeol: A palavra inspiração ainda soa um pouco grande para mim. Se você me perguntasse em qual ponto do dia sinto que é o mais fácil para esboçar uma música, seria quando me sinto vazio e solitário. Isso geralmente acontece quando estou no exterior durante os shows. No momento em que retorno ao hotel no final do dia, me encontro inevitavelmente absorvido em compor músicas. Depois de me apresentar na frente de milhares de pessoas por 3 horas, compartilhando emoções, quando volto pro hotel, fico sozinho novamente. Mesmo que eu sente e fique quieto, meus ouvido continuam  zumbindo devido a música alta durante o show. Como posso dizer, sinto uma certa tranquilidade. E é neste momento que vários pensamentos surgem em minha mente, e é exatamente aí que fico mais propicio a compor. As músicas que mostrei no NAVER Vapp são, muitas vezes, aquelas que escrevi quando estava no hotel.

L’Officiel Hommes: Durante a 4ª edição da cerimônia de premiação da E-daily Culture realizada no dia 16 de fevereiro, o EXO ganhou o prêmio de melhor show. Qual aspecto sobre o show do EXO que você fica mais preocupado?
Chanyeol: A preparação das apresentações, bem como a coreografia. Sempre me certifico de me esforçar constantemente para lembrar as posições que devo estar. Além disso, foco-me em como posso compartilhar as emoções e se o público vai receber toda essa energia que quero transmitir. Sempre faço uma oração rápida antes do início de cada show. “Por favor, dê-me a paz e a força para que todos possam apreciar fervorosamente a apresentação”. Sinto uma imensa sensação de realização se sinto que fui capaz de atingir meu objetivo. Por outro lado, se não u estiver me sentindo bem ou sentir que meu espirito compartilhado com as fãs está insuficiente, me faz pensar que tenho que me esforçar ainda mais.

L’Officiel Hommes: Recentemente quais são as 3 coisas que você pessoalmente sente que encontra força e vitalidade?
Chanyeol: Composição, meu amado cachorro Toben e meus hobbies. Estive extremamente ocupado recentemente, mas sempre que sinto vontade, tiro um tempo para esquiar e ao invés de sentir-me cansado, fico renovado.

L’Officiel Hommes: Minha última pergunta para você, qual é o seu lema de vida?
Chanyeol: É “Apenas aproveite”. Gostaria de fazer com que tudo que faço, seja agradável para todos. Se você se divertir, o processo será divertido, e o resultado, sendo sucesso ou fracasso, será lindo também. Recentemente estou aprendendo japonês, mas em vez de estudar, eu faço como se estivesse jogando então estou melhorando gradualmente. Se faço as atividades do EXO e a composição de música de maneira agradável, isso me faz trabalhar ainda mais duro, e sinto que me desenvolvo profissionalmente aos poucos.


Créditos para: L’Officiel Hommes
Tradução para o inglês: fyeah-chanyeol @ Tumblr e lollipollipop @Twitter
Tradução e adaptação para o português: Hyunnie @ EXOPBR